Princípios da Pedagogia Waldorf

A base da Pedagogia Waldorf é conceber ao homem a harmonia física – anímica- espiritual na prática educativa, partindo da visão antropológica, fazendo com que esta educação responda às necessidades atuais e futuras do homem.

O ser humano deve buscar a resposta que seu interior é capaz de realizar, pois todos nascemos com predisposições, capacidade que ao longo do tempo se desenvolverão.

Seus princípios são pautados na trimembração do organismo social, que partiu da revalorização dos impulsos da Revolução Francessa: Liberdade, igualdade e fraternidade, onde se tem liberdade (no pensar) com responsabilidade, igualdade ( jurídico- legal ) de deveres e direitos e fraternidade como respeito mútuo regendo as instituições com base na Pedagogia Waldorf.

No início do século passado, Rudolf Steiner retomou a idéia que havia na antiga cultura grega, onde se dividia a vida humana em dez períodos de sete anos, ou setênios e as fundamentou para o ensino aplicado à Pedagogia Waldorf.

Do período entre a infância e adolescência dar-se importância aos três primeiros setênios, nas faixas de 0 a 7 anos, de 07 a 14 anos e de 14 a 21 anos (as idades são aproximadas devido a fatores que antecipam alguns acontecimentos), período em que a criança e o jovem recebem educação na escola.

OS SETÊNIOS

De 0 a 07 anos ( maturidade escolar )

  • A criança está aberta ao mundo;
  • Tem confiança ilimitada;
  • Recebe impresões sensoriais;
  • Não elabora julgamento ou análise;
  • Está na fase do desenvolvimento motor;
  • As percepões inadequadas são armazenadas no inconsiente ( não compreende o pensamento dos adulto );
  • Aprendizado por imitação;
  • O Educador Waldorf deve ser digno de ser imitado, pois nessa imitação inconsciente está fundamentando sua moralidade futura.

Característica: O bom

De 07 a 14 anos (maturidade sexual)

  • Desenvolvimento anímico;
  • Emancipação da vida corporal;
  • Interage e reage aos estímulos que recebe;
  • Necessita de explicação conceituais;
  • Interesse pela administração que as coisas causam;
  • Vivência na área dos sentimentos (sair sentido entra sentimento );
  • Puberdade (12/14 anos) perturba a harmonia anímica;
  • O Professor Waldorf deve saber o que é bom ou não para seu aluno e entusiasmá-lo, deve ter “autoridade amorosa’”.

Característica: o belo

De 14 a 21 anos (maturidade social)

  • Liberdade das forças anímicas;
  • Desenvolvimento do lógico, analítico e sintético;
  • Separa-se do mundo ( vê o mundo de fora ) ;
  • Quer explicações conceituais e intelectuais;
  • Quer ser compreendido;
  • O Professor Waldorf deve ser digno de respeito.

Característica: O verdadeiro.

A ESCOLA WALDORF

O currículo da Pedagogia Waldorf, de acordo com a Antroposofia, tem como base as fases do desenvolvimento da criança, e cabe a escola prover estas necessidades independente da imposição de governos ou força econômicas, também devem incentivar a criatividade para se ter uma criança com pensamento livre que se tornará um jovem com maturidade social.


JARDIM DE INFÂNCIA

Seguindo os princípios dos setênios, o foco está no brincar imitativo e na imaginação para que se desenvolva o pensamento crítico, preparando- as para o segmento escolar. A criança é tratada com individualidade sendo respeitado o desenvolvimento de seu talento e capacidade.

Os professores trabalham com o intuito de criar na escola um ambiente harmônico incentivando a criatividade, e para que isso ocorra, as atividades propostas são: cuidar do jardim, criar brinquedos, fazer pão para o lanche, brincadeiras livres com materiais naturais, tais como: lã, tecidos diversos, pedras, conchas e etc.

Rudolf Steiner

A natureza faz do homem um ser natural;
A sociedade faz dele um ser social;
Somente o homem e capaz de fazer de si um ser livre.

(13) 3354-24-78

Praia do Guaiúba Guarujá

Av. Humberto Prieto Perez, 624

Jardim Guaiúba • Guarujá • SP

CEP: 11421-200

FALE COM A GENTE